Avaliacao da gestao ambiental dos hoteis de selva na Amazonia, Brasil

De
Publié par

Resumo
No desafio de desvelar de que forma os empreendimentos hoteleiros gerenciam suas ações ambien-tais sem causar grandes impactos em um dos maiores ecossistemas do mundo, a floresta Amazônica, tentou-se conhecer nessa pesquisa as formas de gestão ambiental dos hotéis de selva localizados na Amazônia legal. A pergunta norteadora da pesquisa foi conhecer que tipo de gestão ambiental é feita pelos hotéis de selva?Foi usado como instrumento de coleta de dados o questionário, que se subdividiui em quatro grandes temas a serem pesquisados. O primeiro foi questões relativas ao planejamento do local, o segundo as questões relativas ao perfil do cliente, o terceiro à arquitetura dos prédios e o quarto tema questões relativas aos recursos ener-géticos e a infra-estrutura dos serviços públicos. Como resultado dessa análise foi concluído que dois dos três hotéis pesquisados estão praticando a gestão ambiental de forma menos impactante, desde o tipo de cons-trução adotada até os serviços oferecidos ao hóspedes, ou seja mostram objetivamente que seu hotel é coadju-vante para o cliente que visita esse tipo de lugar , que para ele não importa luxo, conforto e amenities ,mais sim contato com a fauna e flora e modo de vida dos nativos.
Abstract
In the challenge of desvelar of that it forms the hoteleiros enterprises they manage its ambient action without causing great impacts in one of biggest ecosystems of the world, the Amazonian forest, was tried to know in this research the forms of ambient management of the located hotels of forest in the legal Amazônia. The norteadora question of the research was to know that type of ambient management is made by the hotels of selva?Foi used as instrument of collection of data the questionnaire, that if subdividiui in four great subjects to be searched. The first one was relative questions to the planning of the place, according to to the profile of the customer, third to the room and the relative questions architecture the building subject rela-tive questions to the energy resources and infrastructure of the public services. As result of this analysis was concluded that two of three hotels searched are practising management ambient of form less impactante, since type of construction adopted until services offered to guests, or either shows objective that its hotel is coadju-vante for customer that visits this type of place, that stops it does not import luxury, comfort and amenities, more yes contact with the fauna and flora and way of life of the natives.
Publié le : mardi 1 janvier 2008
Lecture(s) : 32
Source : PASOS. Revista de Turismo y Patrimonio Cultural 1695-7121 2008 Volumen 6 Número 3
Nombre de pages : 14
Voir plus Voir moins
Cette publication est accessible gratuitement



Vol. 6 Nº 3 págs. 541-554. 2008

www.pasosonline.org


Avaliacao da gestao ambiental
dos hoteis de selva na Amazonia, Brasil

iiAdriana Gomes de Moraes
(Brasil)


Resumo: No desafio de desvelar de que forma os empreendimentos hoteleiros gerenciam suas ações ambien-
tais sem causar grandes impactos em um dos maiores ecossistemas do mundo, a floresta Amazônica, tentou-se
conhecer nessa pesquisa as formas de gestão ambiental dos hotéis de selva localizados na Amazônia legal. A
pergunta norteadora da pesquisa foi conhecer que tipo de gestão ambiental é feita pelos hotéis de selva?Foi
usado como instrumento de coleta de dados o questionário, que se subdividiui em quatro grandes temas a
serem pesquisados. O primeiro foi questões relativas ao planejamento do local, o segundo as questões relativas
ao perfil do cliente, o terceiro à arquitetura dos prédios e o quarto tema questões relativas aos recursos
energéticos e a infra-estrutura dos serviços públicos. Como resultado dessa análise foi concluído que dois dos
três hotéis pesquisados estão praticando a gestão ambiental de forma menos impactante, desde o tipo de
construção adotada até os serviços oferecidos ao hóspedes, ou seja mostram objetivamente que seu hotel é
coadjuvante para o cliente que visita esse tipo de lugar , que para ele não importa luxo, conforto e amenities
,mais sim contato com a fauna e flora e modo de vida dos nativos.

Palabras clave: Hotéis de selva; Gestão ambiental


Abstract: In the challenge of desvelar of that it forms the hoteleiros enterprises they manage its ambient
action without causing great impacts in one of biggest ecosystems of the world, the Amazonian forest, was
tried to know in this research the forms of ambient management of the located hotels of forest in the legal
Amazônia. The norteadora question of the research was to know that type of ambient management is made by
the hotels of selva?Foi used as instrument of collection of data the questionnaire, that if subdividiui in four
great subjects to be searched. The first one was relative questions to the planning of the place, according to to
the profile of the customer, third to the room and the relative questions architecture the building subject rela-
tive questions to the energy resources and infrastructure of the public services. As result of this analysis was
concluded that two of three hotels searched are practising management ambient of form less impactante, since
type of construction adopted until services offered to guests, or either shows objective that its hotel is coadju-
vante for customer that visits this type of place, that stops it does not import luxury, comfort and amenities,
more yes contact with the fauna and flora and way of life of the natives.

Keywords: Hotels of forest; Ambient management.




ii • Adriana Gomes de Moraes. Mestre em Turismo e Hotelaria. E-mail: adrianagmoraes@hotmail.com.
© PASOS. Revista de Turismo y Patrimonio Cultural. ISSN 1695-7121 542 Avaliacao da gestao ambiental...

Considerações iniciais quando esses meios de hospedagem estão
inseridos em uma área com grande
Os hoteleiros de todo mundo estão re- biodiversidade como a floresta a amazonica.
conhecendo que as praticas ambientais e Nesse artigo foi adotado o conceito de
sociais responsáveis traduzem-se em be- hotel de selva segundo
nefícios para as empresas, o meio ambiente Andrade;Brito;Wilson (2000) que
e a comunidade mundial. A aplicação de consideram hotel de selva aquele cujas
práticas ambientais e sociais adequadas e atraçoes que giram em torno da floresta,no
uma decisão empresarial sensata, já que interior das quais se situam.
estas não somente reduzem custos e mel-
horam a imagem, mas também garantem Metodologia
atrativos permanentes do destino para os
turistas. Quanto aos objetivos essa pesquisa ca-
As boas práticas podem converter-se em racteriza-se como descritiva, quanto aos
uma ferramenta eficaz de comercialização procedimentos técnicos à pesquisa terá em
em um mercado cada vez mais internacio- fonte de papel a pesquisa bibliográfica para
nal, de hospedes que buscam destinos am- a construção do referencial teórico em liv-
bientais e socialmente responsáveis. Alem ros, artigos científicos referentes a impacto
disso, a adoção de práticas ambientais e ambiental, gestão ambiental.
sociais adequadas permite manter a quali- A pesquisa de dados fornecidos por pes-
dade do entorno do hotel, melhorando as- soas foi por meio de levantamento que se-
sim a experiência global dos hospedes e gundo Gil (2002, p.50) caracteriza-se pela
aumentando o apoio das autoridades públi- interrogação direta das pessoas cujo com-
cas e das comunidades vizinhas. Os hotéis portamento se deseja conhecer. Basicamen-
que não protegem o meio ambiente e a te, procede-se a solicitação de informações a
cultura estarão contribuindo para a des- um grupo significativo de pessoas acerca do
truição de verdadeiros atrativos de que problema estudado para, em seguida, me-
depende seu êxito, em particular uma at- diante análise quantitativa, obterem-se as
mosfera limpa, água salubre e um entorno conclusões correspondentes aos dados cole-
saudável. tados. Para a realização da pesquisa por
O artigo é resultado de uma pesquisa meio do levantamento, o instrumento da
realizada nos hotéis de selva, do Amazo- coleta de dados utilizado foi o questionário,
nas, mas especificamente na Amazônia que enviamos via e-mail aos gerentes dos
legal designação dada a área que compre- hotéis de selva. A elaboração das questões
ende o espaço brasileiro. Sendo assim, o norteou-se em quatro grandes temas que
estudo buscou responder à seguinte quest- foram desmembrados de acordo com o obje-
ão: Os hotéis de selva fazem a gestão am- to de estudo. O primeiro foi às questões
biental, que tipo de gestão? relativas ao planejamento do local, o se-
O objetivo do estudo, de caráter explo- gundo as questões relativas à arquitetura
ratório, foi avaliar as práticas de gestão dos prédios e por ultimo as questões relati-
ambiental dois hotéis de selva localizados vas aos recursos energéticos e a infra-
na floresta amazônica, visando a elaboração estrutura dos serviços públicos.
de propostas capazes de servir como subsi- Quanto à amostragem foram primeira-
dio para a gestão ambiental dos hotéis na mente mapeados todos os hotéis existentes
área estudada. na selva amazônica, após esse mapeamento
A seguir é apresentado o método da pes- levantamos a existência de 10 hotéis inse-
quisa, na seção dois descrição dos locais ridos na Selva Amazônica Brasileira, foi
pesquisados na seção três a base teórica do enviado questionário a todos os hotéis ma-
estudo. A seção quatro análise dos resulta- peados porem somente três hotéis manifes-
dos. A quinta e ultima seção é dedicada a tou interesse em responder o questionário.
conclusão. A análise da pesquisa utilizada foi cau-
Entende-se que a discussao a cerca da sal, onde procurou identificar fatores que
gestão ambiental dos empreendimentos é determinaram à ocorrência de uma situaç-
bastante sensivel e relevante, ainda mais ão especifica.
PASOS. Revista de Turismo y Patrimonio Cultural, 6(3). 2008 ISSN 1695-7121

Adriana Gomes de Moraes 543

Descrição dos locais pesquisados Altura do Peito (DAP) em cada hectare de
floresta, valor superior ao número total de
Nessa seção serão apresentadas in- espécies existentes em toda a Europa . A
formações sobre Amazônia legal, assim floresta amazônica possui em torno de 350
como maiores informações à cerca dos toneladas de biomassa por hectare. .
hotéis de selva pesquisados, que por Segundo o IBAMA a energia solar inci-
questões éticas não terão seus nomes dente na região amazônica é de 400 calo-
2revelados. Sempre que citados serão re- rias/cm x s. Cerca de 80 a 90% desta ener-
presentados por letras do alfabeto fonéti- gia é utilizada para o processo de evapo-
co internacional. transpiração e de 10 a 20% para o aqueci-
mento do ar (calor sensível). Há dias que a
Característica da Amazônia Legal temperatura aumenta de até 30 graus para
A Amazônia legal é formada pelos esta- alturas de 10km acima do solo.
dos do Amazonas, Acre, Pará, Amapá, Ro- Em síntese a selva amazônica é singu-
raima, Rondônia, Tocantins, Maranhão e lar, Essas singularidades segundo dados do
Mato Grosso e possui 11.248 quilômetros de Plano de desenvolvimento sustentável da
fronteiras internacionais com 7 países: Pe- Amazônia (2003) incluem: grande dimensão
ru, Bolívia, Colômbia, Venezuela, Surina- territorial (157,7 milhões de hectares); ele-
me, Guiana e Guiana Francesa; é composta vada diversidade cultural indígena (66 et-
por 3/5 do território brasileiro. Possui nias), incluindo grupos não contactados (cer-
25.000 quilômetros de rios navegáveis;1/3 ca de 20); grande riqueza de saber etnoe-
da floresta latifoliada mundial; e segundo cológico, com tecnologias socioambientais
dados do IBGE 163 povos indígenas que apropriadas ao desenvolvimento sustentável;
correspondem a 204 mil pessoas (60% dos megabiodiversidade; baixo grau de empo-
índios brasileiros) com 250 línguas faladas brecimento biológico elevada disponibilidade
em toda a Amazônia, das quais 140 na de recursos hídricos (80% do Brasil e 2/3 do
Amazônia brasileira. mundo).
Segundo dados do Ibama a Amazônia
possui cerca de 28% das florestas tropicais Descricao dos Hotéis pesquisados
mundiais; 15 a 20% dos recursos hídricos Hotel de Selva Alfa is, e cerca de 1/3 de toda a biodiver- Hotel, situado a 50 km de Manaus e
sidade do planeta; Em levantamento fito- construído sobre uma balsa de aço, possui
2genético realizado numa área de 100km da 20 suítes standard com ar condicionado, tv
Reserva Ducke constatou-se a existência em cores, banheiros privativos com ducha
de: 1200 espécies de árvores e de 5000 in- quente/fria, cofres individuais, guarda-
divíduos, das quais cerca de 300 espécies de roupas, mini-bar e comunicação interna.
árvores com mais de 10cm de Diâmetro a Dispõem ainda de 2 suítes júnior e 2 suítes
Foto 1. Vista aérea do hotel de selva Alfa. Fonte: Foto 2. Vista aproximada hotel Alfa. Fonte:
www.geocities.com www.geocities.com

PASOS. Revista de Turismo y Patrimonio Cultural, 6(3). 2008 ISSN 1695-7121

544 Avaliacao da gestao ambiental...

máster, espaço para computador. Piscina sageiros mais o piloto.
com água tratada, Estação de Tratamento Lake anfíbio: capacidade para 3 passagei-
de Esgoto. Localização no rio negro, seu ros
acesso é por barco, helicóptero ou lancha.

Hotel de Selva Bravo
Localizado a 100 km de Manaus
(aproximadamente três horas de viagem)
tem sua construção em terra firme sobre
estacas, recoberto com folhas de babaçu e
em frente às calmas águas do rio Juma. Tal
procedimento de construção se faz necessá-
rio para suportar a época da cheia, onde o
nível das águas pode subir mais de 15 me-
tros. Possui (8) oito chalés com banheiro
privativo e ventilador. O Hotel ainda conta
com um restaurante, uma área para confra-
ternizações localizada junto à copa das
árvores e um mirante.
Todos materiais utilizados em sua cons-
trução, abundantes na região, foram crite-
riosamente extraídos da própria floresta.
Madeiras como o angelim, a itaúba, a aca-
riquara, a tintarana e a jacareúba são usa-
das nas paredes, passarelas e palafitas. As
folhas de babaçu fazem à cobertura no
Foto 3: vista aérea Hotel Bravo. Fonte: mesmo processo utilizado nas casas dos
www.geocities.com caboclos ribeirinhos. Os quartos possuem
janelas com proteção para insetos e varan-
da com armador para rede, decoração típi-
ca, energia elétrica e suas excursões oferece
ao visitante um contato íntimo com a flo-
resta e seu povo.
Projetado para minimizar os impactos
no meio ambiente, tem estrutura desenvol-
vida com os materiais utilizados na cultura
local: sementes, folhas, fibras,cipós,varas,
etc.. além de utilizar a matéria prima . Está
localizado no Rio Juma a 100 km de Ma-
naus. O traslado pode ser feito das seguin-
tes formas:
Trecho 1 (20 minutos): Cais do Ceasa de
Manaus até a Vila do Careiro - Lancha
rápida.
Foto 4 : Unidade habitacional com design de maloca. Durante este trecho o barco passa pelo en-
Fonte: www.geocities.com contro das águas;
Trecho 2 (40 minutos - estrada asfalta-
Hotel Charlie da): Vila do Careiro até o Rio Araçá - Van;
O Acajatuba Jungle Lodge é um hotel Trecho 3 (2h): Rio Araçá até o Juma
destinado aos que desejam um contato mais Lodge - Lancha rápida.
próximo com a natureza e a cultura amazô-Hidroavião:
nica. A estrutura em madeira rústica e Trecho único (25 minutos): É necessário
cobertura de palha foram concebidas obede-que a reserva seja efetuada com antecedên-
cendo a linhas arquitetônicas nativas, com cia para a confirmação dos preços.
as adaptações necessárias para atender, Caravan anfíbio: capacidade para 8 pas-
tanto quanto possível, ao conforto e a segu-
PASOS. Revista de Turismo y Patrimonio Cultural, 6(3). 2008 ISSN 1695-7121

Adriana Gomes de Moraes 545

minação noturna funciona dentro dos apar-
tamentos com lâmpadas de baixa intensi-
dade (rede 110V), na parte externa (passa-
relas, restaurante e área comum) com lam-
piões, formando-se assim uma autentica
"aldeia iluminada" com as características
da região. Sem o ruído dos geradores elé
tricos durante a noite, pode-se ouvir dos
quartos os vários sons dos animais notur-
nos e dos pássaros ao alvorecer.




Foto 5. Vista externa. Fonte: www.geocities.com



Foto 7. Restaurante. Fonte: www.geocities.com


Fundamentos teóricos

Nessa secção serão discutidos temas so-
bre gestão ambiental, a gestão ambiental
nos Hotéis de Selva.

A gestão ambiental
Foto 6. Unidade Habitacional. Fonte: Antes de iniciar debate proposto no arti-
www.geocities.com go, faz-se necessário definir gestão ambien-
tal e como se altera o sentido de sua inte-
rança dos hóspedes. Os seus diversos módu- gração nas organizações ao longo das últi-
los, elevados a mais de um metro do solo mas três décadas. Dentre as muitas defini-
por medida de segurança, são interligados ções apresentadas na literatura, destaca-se,
por passarelas. Uma torre mirante 30 me- por sua concisão, aquela adotada por nils-
tros de altura, permite observar o rio e as son (1998):
copas das árvores na floresta.Dispõe de 40 Gestão ambiental envolve planejamento,
chalés (2 apartamentos em cada cabana) organização, e orienta a empresa a al-
todos dotados de banheiros internos e jane- cançar metas [ambientais] especificas,
las teladas. Oferece um serviço permanente em uma analogia, por exemplo, com o
de bar e um restaurante panorâmico, com que ocorre com a gestão de qualidade.
varanda voltada para o rio, de onde se pode Um aspecto relevante da gestão ambien-
contemplar o crepúsculo amazônico. A ilu- tal é que sua introdução requer decisões
PASOS. Revista de Turismo y Patrimonio Cultural, 6(3). 2008 ISSN 1695-7121

546 Avaliacao da gestao ambiental...

nos níveis mais elevados da adminis- minimização de impactos e danos ambien-
tração e, portanto, envia uma clara tais decorrentes do planejamento, implan-
mensagem à organização de que se trata tação, operação, ampliação, realocação ou
de um compromisso corporativo. A gest- desativação de empreendimentos ou ativi-
ão ambiental pode se tornar também um dades, incluindo-se todas as fases do ciclo
importante instrumento para as organi- de vida de um produto. (Weber, 2004)
zações em suas relações com consumido- Por meio das colocações acima, pode-se
res, o público em geral, companhias de constatar que a gestão ambiental de uma
seguro, agências governamentais, etc." empresa tem como atribuição um objetivo
(Nilsson, 1998:134). maior, que é a busca permanente de mel-
A gestão ambiental pode ser definida horia da qualidade ambiental dos serviços,
basicamente como sendo a ordenação das dos produtos e do ambiente de trabalho de
atividades humanas para que estas origi- qualquer organização pública ou privada.
nem o menor impacto possível sobre o meio, Há também objetos específicos da gestão
sendo que esta organização vai desde a ambiental, como:
escolha das melhores técnicas até o cum- Gerir as tarefas da empresa no que diz
primento da legislação e a alocação correta respeito a políticas, diretrizes e progra-
de recursos humanos e financeiros. mas relacionados ao meio am-
A realidade ambiental resulta de um biente externos à organização;
processo de interação entre os componentes Manter em conjunto com a área da segu-
físicos e bióticos do meio, e entre esses e o rança do trabalho, a saúde dos trabal-
homem. Essa interação se dá conforme o hadores;
padrão e o modelo de desenvolvimento al- Colaborar com setores econômicos, com
mejado pela sociedade. As condições de a comunidade e com os órgãos ambien-
ocupação do território, a forma de apro- tais para que sejam desenvolvidos e ado-
priação dos recursos naturais, e a organi- tados processos produtivos que evitem
zação social adotada, denotam a percepção ou minimizem agressões ao meio am-
que o homem tem do meio e o padrão de biente.
consumo de cada sociedade. A gestão am- Desde meados dos anos 70, ocorre a in-
biental tem como função primordial a con- trodução progressiva de um novo cargo ou
dução harmoniosa dos processos de inte- de uma nova função na estrutura das orga-
ração acima relatados e visa, sobretudo, a nizações: o "responsável pelo meio ambien-
sustentabilidade do desenvolvimento (Agra te" ou o "serviço ambiental". A partir de
Filho, 1994) meados dos anos 90, caracteriza-se uma
Para a implementação de um processo nova fase histórica da integração da gestão
de gestão é necessário que as instituições ambiental em organizações industriais.
responsáveis pela normalização ambiental Nesta nova fase, algumas características se
em diferentes níveis participem na formu- destacariam: a) a introdução progressiva de
lação das políticas nacionais, regionais e uma perspectiva de sustentabilidade; b) a
setoriais de desenvolvimento. Essas políti- proliferação dos engajamentos coletivos –
cas determinarão à extensão e a magnitude como os códigos de conduta, os convênios e
das intervenções no sistema ambiental. os acordos voluntários; c) a maior interação
Além disso, as instituições gestoras devem entre as esferas pública e privada – com a
participar, também, nas especificações das participação dessas organizações na formu-
diretrizes, dos critérios de uso e manejo, e lação de objetivos e na escolha de instru-
do controle dos recursos naturais. mentos de política ambiental; d) o maior
A gestão ambiental empresarial está es- envolvimento da sociedade civil organizada.
Quando se trata das estratégias pro ati-sencialmente voltada para as organizações,
vas, o meio ambiente é encarado como ele-ou seja, companhias, corporações, firmas,
mento de competitividade extra-custos. A empresas ou instituições e pode ser defini-
introdução da gestão ambiental nas empre-da como sendo um conjunto de políticas,
programas e práticas administrativas e sas se faz com o objetivo inicial de prevenir
operacionais que levam em conta a saúde e o impacto ambiental e de antecipação com
a segurança das pessoas e a proteção do respeito à evolução da regulamentação – a
meio ambiente através da eliminação ou que Godard (1993) chamou de gestão ante-
PASOS. Revista de Turismo y Patrimonio Cultural, 6(3). 2008 ISSN 1695-7121


999Adriana Gomes de Moraes 547

cipada de uma legitimidade contestável – e, empreendimentos não são mais bargan-
a seguir, com a finalidade de prospecção e hados apenas por geração de empregos e
desenvolvimento de novas oportunidades de dinamização econômica. A evolução da qua-
negócio – no sentido do que Porter & Van lidade ambiental e de vida não precisa ser
Der Linde (1995) consideram como a cons- contraditória com os objetivos do negocio e
trução de uma competitividade assegurada suas repercussões econômicas.
pelos investimentos na área ambiental. É um grande desafio a sustentabilidade
Este tipo de estratégia corresponde à si- ambiental, encontrar referencias que bali-
tuação da gestão ambiental nas empresas zem a condução do negocio e contribuam
que, como mencionamos, começa a se des- para condição de uma sociedade sustentá-
envolver paulatinamente a partir da déca- vel é sem duvida um dos grandes desafios
da de 80. para a gestão. Um dos caminhos então é o
Os sistemas de gestão ambiental pas- uso eficiente dos recursos naturais, da re-
sam a ser uma questão de sobrevivência e dução e eliminação de resíduos, do aperfei-
não de opção. Para as mais conscientes, çoamento permanente baseado na criativi-
uma questão de responsabilidade social. O dade e inovações, da racionalização de cus-
sinônimo de não-produtividade é desperdí- tos, e do atendimento da demanda que
cio, e, desperdício em um mundo de carên- promova a competitividade, e da disponibi-
cias é pecado. O espaço no mercado para lizarão de informações sócio ambientais
empresas que não os tenham está limitado sobre os processos produtivos, suas fontes
e tende em pouco tempo ficar totalmente de recursos , suas destinações de resíduos e
fechado. emissões.
A educação ambiental implementada de A gestão ambiental não pode ser assu-
forma a agregar valor ao sistema de gestão mida somente como resultado de aplicação
ambiental com uma visão social e ambien- de tecnologia, do atendimento das exigên-
talmente correta deve ter também uma cias legais, da obtenção de certificados e dos
visão para fora dos muros. Exemplos de modelos de gestão, mas como um processo
retorno econômico para as empresas com a cultural das organizações produtivas, nas
diminuição de desperdício em função da quais os valores e atitudes são determinan-
educação ambiental tendo como base pro- tes para o sucesso do negocio.
gramas que consideram aspectos e impac- A expressão da cultura empresarial deve
tos ambientais oriundos de suas atividades ser capaz de adotar e melhorar o desem-
são encontrados facilmente na literatura penho ambiental das atividades produtivas
atual, porém a educação ambiental dentro de forma permanentes e sintonizadas com
de um sistema de gestão ambiental mais os contextos de atuação dos negócios. A
amplo com visão social deve trazer resulta- sustentabilidade ambiental nunca terá
dos também para comunidade. formula pronta, pois é fruto de um processo
A gestão ambiental atualmente conver- de aperfeiçoamento constante, fundamen-
teu-se em dimensão definitiva dos negócios. tado no respeito às pessoas e ao ambiente
Sua expressão vai desde a interação do natural, na interação com as partes inte-
processo produtivo com os contextos mais ressadas do negocio, no aprendizado conti-
imediatos relacionados com insumos e vi- nuo e no reconhecimento de que nenhuma
zinhanças geralmente tratados na obtenção iniciativa econômica se faz ou se organiza
da conformidade legal, passa a cada vez sem a interação com os outros.
mais pelos mecanismos financeiros, focados Para a gestão ambiental trabalhar com
na redução de riscos, e alcança, no final da parceria é fundamental trabalhar com as
cadeia, o consumidor, que sinaliza com possíveis contribuições esperadas dos par-
preocupações crescentes que vão da quali- ceiros: com consultores, na realização de
dade do conteúdo dos produtos a qualidade estudos e analises, no fornecimento de
sócio ambiental dos processos produtivos. equipamentos e serviços de gestão ambien-
O desafio da produção ambientalmente tal relacionados com o processo produtivo e
sustentável projeta-se como elemento fun- seu monitoramento. Na escolha de tecnolo-
damental de sobrevivência e competitivida- gias para melhora do desempenho ambien-
de empresarial. Os impactos ambientais tal, na capacitação e formação dos gestores
adversos da implantação e ampliação de ambientais associados à cadeia produtiva,
PASOS. Revista de Turismo y Patrimonio Cultural, 6(3). 2008 ISSN 1695-7121

548 Avaliacao da gestao ambiental...

na gestão de resíduos, reuso e reciclagem, ao meio aonde estão inseridos.
na solução de passivos ambientais, no ma- A poluição gerada pela operação dos
nejo de paisagens, que inclui a recuperação hotéis pode ser controlada de diversas for-
e conservação da biodiversidade, do solo e mas como o tratamento dos efluentes líqui-
dos recursos hídricos; na promoção de redes dos, o reuso da água e até mesmo a reci-
de comunicação com os públicos de interes- clagem de materiais.
se; no desenho e implementação de planos Atualmente é bastante latente a preocu-
de contingência para situações de crise pação com o impacto ambiental dos hotéis
ambiental; nas ações voluntárias para a localizados em áreas de fragilidade ecológi-
melhora das ações sócias ambientais da ca. Por isso merecem intenso controle am-
vizinhança; Na implementação e iniciativas biental por órgãos competentes e toda a
de patrocínio ambiental orientado para o sociedade. Com o intuito de controlar os
fortalecimento da imagem empresarial. A impactos ambientais o poder publico criou
elevância dessas atividades para o sucesso mecanismos para avaliar os impactos de
do negocio torna-se a parceria em tema grande complexos turísticos, obrigando-os
estratégico. ao licenciamento ambiental. Para ser licen-
ciado é preciso que o empreendimento rea-
Impacto ambiental dos hotéis lize a avaliação de impactos ambientais que
O conceito adotado como impacto am- descreverá possíveis alterações que causará
biental nesse artigo é do Thomaziello ao meio ambiente.
(1999) que considera impacto ambiental Os instrumentos utilizados no processo
ação modificadora causada em um ou mais de licenciamento ambiental, como o EIA/
atributos ambientais num dado espaço em RIMA, também vem auxiliando na pre-
decorrência de uma determinada atividade venção dos riscos ambientais associados ao
antropogenica. A existência ou não de im- turismo, pois avaliam os impactos futuros
pactos ambientais está diretamente rela- da atividade antes de sua implantação e
cionada com o uso e ocupação da terra e sua propõem medidas mitigadoras aos impactos
escala de abrangência e magnitude estão previstos.
relacionadas basicamente aos determinan- Quanto a questões ambientais relacio-
tes naturais e a forma como se dá a apro- nadas aos meios de hospedagens a Ecotu-
priação dos recursos naturais pelo homem. rismo Society dos Estados Unidos elaborou
Os impactos do turismo dizem respeito em seu guia de planejamento e gestão do
ao conjunto de modificações decorrentes do ecoturismo (2003) um check list para o de-
desenvolvimento turístico nos destinos re- senvolvimento de instalações destinadas ao
ceptores. Atingem diferentes esferas (am- ecoturismo. Os critérios gerais a seguir são
biental, social, econômica e cultural). sugeridos como uma diretriz para o preparo
A construção e o funcionamento de equi- de padrões mais detalhados relacionados a
pamentos turísticos e hoteleiros implicam questões locais especifica e as característi-
alguns impactos como: destruição de ecos- cas ecológicas de um determinado local.
sistemas, descaracterização da paisagem Com algumas exceções, os critérios e os
local,, consumo de recursos naturais e mui- princípios por eles incorporados também
tos outros que podem ser elencados diante podem ser aplicados a outras propostas
do local aonde o empreendimento foi insta- turísticas. Destinam-se a servir apenas
lado e ações ambientais realizadas nesses como um guia geral e não devem ser consi-
locais. deradas uma lista completa de critérios ou
A geração de resíduos sólidos e de uma forma de substituir serviços profissio-
efluentes líquidos com destinação final de nais.
esgoto e águas utilizadas pelo hotel, se não
Questões relativas ao planejamento do tratados de forma adequada afetam ma-
local: nanciais e praias , ocorre também a emiss-
o Prédios e estruturas no local que evitem ão de gases e ruídos por veículos e equipa-
mentos instalados para benefício do hóspe- um corte significativo de arvores e mi-
de como gerador de eletricidade, aparelhos nimizem a perturbação de outros ele-
de ar condicionado além da poluição visual mentos naturais.
decorrente de construções não integradas o Utilização de arvores que tenham caído
PASOS. Revista de Turismo y Patrimonio Cultural, 6(3). 2008 ISSN 1695-7121

Adriana Gomes de Moraes 549

naturalmente (como aquelas derrubadas controlada para evitar o rompimento dos
por ventos fortes ou por outras causas ciclos diurnos da vida selvagem.
naturais) Deve-se tomar um cuidado especial com
o Sistemas de trilhas que respeitem os relação ao planejamento de trilhas que
padrões de deslocamento e o habitat da atravessem áreas nativas. É prudente con-
vida selvagem. tratar um naturalista que auxilie na de-
o Desvio do curso de água de trilhas e marcação de um sistema de trilhas que
estradas antes que este ganhe vazão e miniminize a perturbação da vida selvagem
velocidade suficientes para causar pro- e dos biossistemas vegetais. Atenção espe-
blemas significativos de erosão. cial deve ser dada às espécies que contam
o As linhas costeiras e as beiras de praia com as arvores como caminhos aéreos ou
não devem ter sua vegetação removida como habitat. É necessário um exame
de forma intensiva. cuidadoso para a disposição de estradas de
o Redução do numero de pontos de cruza- acesso para o local. O transito de veículos
mento de trilhas em rios e correntes. dentro das áreas de proteção deve ser limi-
o Manutenção das áreas de vegetação tado, ou mesmo completamente evitado.
adjacentes a lagos,açudes,correntes pe- Onde o controle da erosão for uma questão
renes e intermitentes que servem como importante, deve-se confiar o desenho das
faixas filtrantes capazes de minimizar o trilhas a um profissional especializado.
escoamento de sedimentos e entulhos. Sempre que for possível, devem ser ofereci-
o Prédios com espaçamento, levando em das oportunidades para os indivíduos por-
conta,assim,os padrões de deslocamento tadores de deficiência física.
da vida selvagem e o crescimento da flo-
resta. Questões relativas a arquitetura dos
o Oferecimento de sinalização no inicio prédios
das trilhas para valorizar a apreciação o A arquitetura dos prédios deve utilizar
do ambiente natural e estabelecer, com técnicas de construção, materiais e ima-
clareza, as regras de conduta. Disposição gens culturais do local, onde essa abor-
de regras adicionais afixadas nas unida- dagem for ambientalmente confiável.
des habitacionais de hospedagem. o Oferecimento de formas e imagens de
o Placas identificadoras discretas nas prédios que estejam em harmonia com o
plantas/arvores localizadas no entorno ambiente natural. O planejamento dos
das instalações de hospedagem mais prédios deve obedecer a padrões ambien-
próximas, familiarizando, assim os visi- tais de longa duração.
tantes com as espécies que podem ser o A manutenção dos ecossistemas deve ter
encontradas nas áreas de preservaç- prioridade sobre as manifestações de ar-
ão/proteção vizinhas. quitetura dramáticas ou teóricas.
o Utilização de técnicas de desenvolvi- o Uso de coberturas para cobrir trilhas de
mento para os locais que produzam um grande utilização entre estruturas - uma
baixo impacto, com passeios de madeira forma de minimizar a erosão e oferecer
ao invés de trilhas com ou sem calca- abrigo durante a estação chuvosa.
mento (onde for possível). o Oferecimento de uma arquitetura com-
o As pastagens e os currais para cavalos e patível com as filosofias ambientais e/ou
animais de rebanho devem localizar-se as finalidades cientificas. Evite contra-
onde não poluam fontes de água ou ba- dições.
o Uso de soluções de que envolvam pouca cias hidrográficas.
tecnologia se possível. o Revisão de qualquer fonte potencial de
o Fixação de um código ambiental de con-som ou odor associada ao desenvolvi-
mento que possa perturbar o meio am- duta para os visitantes e a equipe em
biente ou o que seja desagradável ao vi- um local visível.
sitante. o Fornecimento aos ecoturistas de mate-
o A arquitetura deve refletir as variações riais de referencia, no local,para estudos
de estações, como as estações chuvosas e ambientais.
os ângulos de inclinação solar. o O mobiliário e os equipamentos internos
o A iluminação do local deve ser imitada e devem representar os recursos locais,
PASOS. Revista de Turismo y Patrimonio Cultural, 6(3). 2008 ISSN 1695-7121

550 Avaliacao da gestao ambiental...

exceto nos casos em que os mobiliários ativa ou das fontes de energia eóli-
ou equipamentos para finalidade espe- ca,onde houver a possibilidade de em-
ciais não estejam prontamente disponí- prega-las.
veis para as fontes locais. o Os encanamentos de água devem situar-
o As instalações devem aproveitar mate- se em locais onde minimizem escavaç-
riais,artesãos e artistas locais sempre ões, adjacentes as trilhas onde for possí-
que possível. vel.
o Deve-se evitar o uso de produtos que o As técnicas de geração de energia por
consumam muita energia ou que sejam meio de hidrelétricas devem ser empre-
feitos de material perigoso. gadas com uma perturbação mínima do
o As práticas de construção devem respei- meio ambiente.
tar os padrões culturais e os princípios o Limitação no uso do ar condicionado as
morais do local. O envolvimento de habi- áreas onde haja a necessidade de um
tantes do local deve ser estimulado como controle de umidade e de temperatura,
forma de enriquecer o trabalho do res- como as salas com computadores nas
ponsável pelo projeto,assim como de fa- instalações de pesquisa. A abordagem de
zer crescer um senso de propriedade e de design deve aproveitar as técnicas de
aceitação nos residentes locais. ventilação natural, de forma a pensar no
o Escavação manual de alicerces, onde for conforto humano, sempre que possível.
possível.
o Atenção especial deve ser dada ao con- Questões relativas ao gerenciamento de
trole de insetos, répteis e roedores. Uma resíduos
abordagem que demonstre sensibilidade o Oferecimento de banheiros ecologica-
em relação ao projeto deve minimizar as mente confiáveis e equipamentos para o
oportunidades de intrusão, ao invés de descarte de lixo para a utilização dos
matar pestes. hóspedes e de não-hóspedes no inicio das
o As instalações para portadores de defi- trilhas.
ciência devem ser oferecidas onde forem o As pastagens e os curais para cavalos e
úteis. Entretanto, nota-se que o relevo animais de rebanho devem localizar-se
acidentado da maioria dos locais desti- onde não poluam fontes de água ou ba-
nados ao ecoturismo e a pesquisa cienti- cias hidrográficas.
fica impede o acesso de algumas pessoas o Inclusão de métodos de remoção de lixo
portadoras de deficiência física. As ins- que sejam ambientalmente confiáveis.
talações educativas devem ter como o Oferecimento de depósito de lixo livre de
prioridade máxima a igualdade de aces- animais e insetos.
so aos portadores de deficiência o Oferecimento de instalações para reci-
o Planejamento do crescimento futuro da clagem.
instalação, de forma a minimizar demo- o Utilização de tecnologias apropriadas
lições e gastos futuros. para o tratamento de resíduos orgânicos,
o As especificações da construção devem como a compostagem as fossas sépticas
refletir as preocupações ambientais no ou os reservatórios de biogás.
que diz respeito a utilização de produtos o Observação de métodos de reciclagem
feitos com madeira e de outros materiais de esgoto para fins não potáveis e de
de construção. tratamento da água contaminada antes
o No projeto, deve-se também ter em con- do seu retorno ao ambiente natural.
Considera-se que o check list elaborado ta os estudos sísmicos.
acima é bastante abrangente porem, cabe a
Questões relativas aos recursos energé- cada hotel verificar o que é compatível com
ticos e a infra-estrutura dos serviços públi- a sua realidade. É importante salientar que
cos o engessamento dos guia, certificações selos
o Os elementos da paisagem devem ser etc, muitas vezes pode não atingir o objeti-
dispostos de forma a aumentar a venti- vo desejado da empresa que é de minimizar
lação natural das instalações e evitar o os efeitos antropicos do empreendimento.
consumo desnecessário de energia.
o Utilização da energia solar passiva ou Analise da pesquisa
PASOS. Revista de Turismo y Patrimonio Cultural, 6(3). 2008 ISSN 1695-7121

Soyez le premier à déposer un commentaire !

17/1000 caractères maximum.