Dos fatores limitantes ao desenvolvimento sustentável: alternativas planejadas para o turismo em Paranaguá, PR, Brasil

De
Publié par

Resumo
A existência de recursos histórico-culturais, a dificuldade na fiscalização do cumprimento da legislação ambiental e de conservação do patrimônio histórico podem ser considerados desafios ao de-senvolvimento sustentável da atividade turística municipal. Esse é o contexto sobre o qual este estudo foi realizado, trata-se de Paranaguá, uma cidade com recursos e potencial para o desenvolvimento do turis-mo, mas que ainda sofre com problemas internos e dificuldades na configuração de um produto turístico competitivo, gerados, sobretudo, pela sazonalidade e pela falta de planejamento turístico. O objetivo principal foi analisar as condições atuais de desenvolvimento do turismo na cidade, optou-se pela utili-zação da análise DAFO (Dificuldades, Ameaças, Fortalezas e Oportunidades). Finalmente, foram elabo-radas propostas que evidenciam a necessidade da formatação de produtos turísticos adequados às carac-terísticas da cidade, da adoção de estratégias que promovam a integração dos produtos turísticos locais entre si e entre os balneários vizinhos, visando atingir um posicionamento competitivo em diferentes épocas do ano.
Abstract
The existence of located historical-cultural resources, the difficulty in the fiscalization of the execution of the environmental legislation and of conservation of the historical patrimony challenges can be considered to the maintainable development of the municipal tourist activity. That is the context on which this study was accomplished, it is treated of the city of Paranaguá, a city with resources and poten-tial for the growth of the Tourism, but it still suffers with internal problems and difficulties in the con-figuration of a competitive tourist product, generated, above all, for the ripen of the demand and for the lack of tourist planning. This study looked for to detach the need of adoption of new strategies of quanti-tative and qualitative growth for local tourism, considering about the existent reality the factors that contribute and the factors restricted for the reach of that objective. The main objective went to analyze the current conditions of development of the tourism in the city, so opted for the use of SWOT (Strengths, Weaknesses, Opportunities and Threats). Finally, they were elaborated proposed demonstrat-ing the need of creation of tourist products formatted in agreement with the main existent resource, the adoption of strategic that promote the integration of the local tourist products amongst themselves and among the neighboring spas and the competitive positioning in different times of the year.
Publié le : mardi 1 janvier 2008
Lecture(s) : 44
Source : PASOS. Revista de Turismo y Patrimonio Cultural 1695-7121 2008 Volumen 6 Número 3
Nombre de pages : 14
Voir plus Voir moins
Cette publication est accessible gratuitement



Vol. 6 Nº 3 págs. 555-568. 2008

www.pasosonline.org


Dos fatores limitantes ao desenvolvimento sustentável: alternativas
planejadas para o turismo em Paranaguá, PR, Brasil

ii
Marco Aurélio Ávila
iii
Erick Pusch Wilke
(Brasil)


Resumo: A existência de recursos histórico-culturais, a dificuldade na fiscalização do cumprimento da
legislação ambiental e de conservação do patrimônio histórico podem ser considerados desafios ao
desenvolvimento sustentável da atividade turística municipal. Esse é o contexto sobre o qual este estudo foi
realizado, trata-se de Paranaguá, uma cidade com recursos e potencial para o desenvolvimento do
turismo, mas que ainda sofre com problemas internos e dificuldades na configuração de um produto turístico
competitivo, gerados, sobretudo, pela sazonalidade e pela falta de planejamento turístico. O objetivo
principal foi analisar as condições atuais de desenvolvimento do turismo na cidade, optou-se pela
utilização da análise DAFO (Dificuldades, Ameaças, Fortalezas e Oportunidades). Finalmente, foram
elaboradas propostas que evidenciam a necessidade da formatação de produtos turísticos adequados às
características da cidade, da adoção de estratégias que promovam a integração dos produtos turísticos locais
entre si e entre os balneários vizinhos, visando atingir um posicionamento competitivo em diferentes
épocas do ano.

Palavras chave: Planejamento estratégico; Produtos turísticos; Patrimônio histórico; Paranaguá.


Abstract: The existence of located historical-cultural resources, the difficulty in the fiscalization of the
execution of the environmental legislation and of conservation of the historical patrimony challenges can
be considered to the maintainable development of the municipal tourist activity. That is the context on
which this study was accomplished, it is treated of the city of Paranaguá, a city with resources and
potential for the growth of the Tourism, but it still suffers with internal problems and difficulties in the
configuration of a competitive tourist product, generated, above all, for the ripen of the demand and for the
lack of tourist planning. This study looked for to detach the need of adoption of new strategies of
quantitative and qualitative growth for local tourism, considering about the existent reality the factors that
contribute and the factors restricted for the reach of that objective. The main objective went to analyze
the current conditions of development of the tourism in the city, so opted for the use of SWOT
(Strengths, Weaknesses, Opportunities and Threats). Finally, they were elaborated proposed
demonstrating the need of creation of tourist products formatted in agreement with the main existent resource, the
adoption of strategic that promote the integration of the local tourist products amongst themselves and
among the neighboring spas and the competitive positioning in different times of the year.

Keywords: strategic planning; tourist products; historical patrimony; Paranaguá.


ii • Marco Aurélio Ávila. Doutor em Turismo e Desenvolvimento Sustentável pela Universidade de Las Palmas de
Gran Canária (ULPGC – Espanha). Email: marco@ativanet.com.br
iii • Erick Pusch Wilke. Mestre em Cultura e Turismo pela Universidade Estadual de Santa Cruz e Universidade
Federal da Bahia. Email: erickwilke@hotmail.com
© PASOS. Revista de Turismo y Patrimonio Cultural. ISSN 1695-7121 556 Dos fatores limitantes ao desenvolvimento sustentável ...

Introdução humanos de forma planejada.
Entende-se, entretanto, que existam
alEste estudo buscou evidenciar os fatores guns aspectos que podem ser considerados
limitantes para o desenvolvimento da ati- limitantes para a materialização de
medividade turística na cidade de Paranaguá, das sustentáveis. Dentre esses aspectos,
localizada no litoral do Estado do Paraná. A encontra-se o desenvolvimento do turismo
análise inicial, revelou que a cidade apre- em ambientes urbanos de grande valor
senta vários problemas que desafiam a histórico, onde coexiste a dinâmica do
cotigestão sustentável do turismo e, por esse diano dos residentes. Como esclarece Pires,
motivo, acredita-se que a atividade não se “além dos problemas oriundos de qualquer
encontra plenamente inserida no contexto cidade normal, ainda conta, por um lado,
econômico e social local. Nesse contexto de com restrições no que se refere a
intervençdesafios, podem ser evidenciados aspectos ões físicas nos núcleos históricos, por outro,
positivos para o desenvolvimento do turis- com dificuldades de fiscalização do gabarito
mo na cidade como a existência de recursos histórico e em conciliar os interesses dos
histórico-culturais e naturais, infra- moradores com os dos visitantes” (2003:
estrutura e equipamentos urbanos, e aspec- 69).
tos negativos, como a sazonalidade da de- Atualmente, a temática da utilização do
manda, agressões ao meio ambiente e des- espaço urbano, no contexto do turismo como
cumprimento da legislação de proteção ao um destino turístico ou como um espaço de
ambiente natural e ao patrimônio histórico. lazer e descanso pode ainda ser considerada
Atualmente, o turismo vem se destacan- jovem, entretanto, tem gerado crescentes
do como uma importante ferramenta para a preocupações por parte de diversos
estudiopromoção do equilíbrio entre os interesses sos. Desde os primeiros apontamentos
soda comunidade e a utilização dos recursos bre esse tema, com destaque para
contrinaturais e culturais, atuando em várias buições teóricas realizadas por Yokeno
áreas que interferem diretamente na quali- (1968) e Chenery (1979) (apud Pearce,
dade de vida do ser humano. Como um 2003), até os estudos mais recentes
(Ashfenômeno de ordem social, traduz os ansei- worth e Tunbridge, 1990; Castrogiovanni e
os pessoais relativos à fuga das atividades Gastal 1999, 2000; Tyler et all, 2001;
Gancotidianas, na qual o tempo livre assumiu dara, 2001, 2004; Burns, 2004), que têm
maior significado após a globalização e no- colaborado para densificar os
conhecimenvas relações de trabalhos advindas do pro- tos na área.
cesso de industrialização. Na economia, Apesar do crescimento do volume de
puenvolve e dinamiza vários setores agrega- blicações e pesquisas na área, ainda existe
dos à atividade em âmbito nacional, regio- certa negligência no destaque e na
obsernal ou local, podendo, através da utilização vação da real importância da atividade
de medidas planejadas, multiplicar ganhos, turística em centros urbanos. Esse fato
gerar empregos, aumentar a distribuição e ocorre, de acordo com Pearce (2003), devido
produção de pequenos proprietários forne- ao fato de que o turismo nesse ambiente
cedores de insumos e possibilitando a inte- está longe de ser a atividade predominante,
gração das grandes corporações no mercado de forma que ainda é superado pelas
funçde turismo. Para o meio ambiente artificial ões comerciais, administrativas,
residenou natural, pode contribuir na forma de ciais e industriais. Soma-se a isso a
natureincentivos à preservação da natureza, à za multifuncional da relação entre o turista
reestruturação dos espaços urbanos e à e o munícipe, onde ambos compartilham
revitalização de espaços de valor histórico. diversos serviços locais como transporte,
Além disso, o turismo pode atuar como lojas, restaurantes, catedrais, museus,
teauma importante fonte de auxílio para a tros e outros, dificultando ainda mais a
melhoria de aspectos relativos ao desenvol- análise do turismo de forma separada.
vimento sustentável nas localidades onde O tema ganha volume e seriedade
quanestá inserido, desde que a atividade possa do, nesse ambiente, está inserido o conjunto
valer-se dos recursos disponíveis no espaço, de representações históricas e culturais de
dos equipamentos, serviços e dos recursos uma comunidade. Desde muito tempo, o
PASOS. Revista de Turismo y Patrimonio Cultural, 6(3). 2008 ISSN 1695-7121

Marco Aurélio Ávila y Erick Pusch Wilke 557

turismo vem incorporando o patrimônio mental para que o turismo possa ser
gerencultural como um dos importantes compo- ciado de forma planejada e se torne uma
nentes de roteiros e programações, possibi- atividade plenamente inserida no contexto
litando a formatação de produtos turísticos social e econômico do município.
culturais. Tundridge afirma que “não so- Para a análise do turismo em Paranaguá
mente o turismo é sempre mencionado co- utilizou-se o procedimento de análise da
mo a maior indústria do mundo, mas situação de acordo com a abordagem de
também o turismo cultural – principalmen- Sainz de Vicuña (1999), no qual são
aponte aquele com vocação histórica urbana –, tados os fatores internos e externos
relacioagora possui um lugar de destaque” (2001: nados com o desenvolvimento do turismo
132). (Fortalezas, Debilidades, Oportunidades e
É valido esclarecer, por um momento, Ameaças). A partir desses apontamentos
como é considerado o uso da cultura e suas realizou-se a análise que possibilitou o
inrepresentações no presente estudo. Consi- ter-relacionamento das informações obtidas
dera-se importante que a cultura seja ob- no diagnóstico, ou seja, obteve-se um
conservada pelo valor que ela assume na cons- junto de informações que caracterizam a
tituição de uma sociedade e, em seu sentido situação atual do turismo na cidade de
Pamais amplo, pelo enfoque antropológico das ranaguá. Resumidamente, para essa
metopráticas, valores, símbolos e idéias e pelo dologia seguiram-se os seguintes passos:
sentido de trabalho humano no processo de 1. Levantamento e listagem das
informaçtransformação da natureza. ões necessárias
Contudo, a análise aqui desenvolvida 2. Composição dos quadros de
Oportunidadetém-se numa parte deste sistema amplo e des e Ameaças
complexo de conceitos. A noção das repre- 3. Composição dos quadros de Fortalezas e
sentações históricas, aqui considerada, tem Debilidades
como referência sua materialidade, como os 4. Composição da matriz de avaliação
esedifícios e monumentos históricos e sua tratégica
imaterialidade, como as lendas, os contos o 5. Análise do DAFO
conhecimento gastronômico e festivo, am- Dentro desses passos, destaca-se que as
bos portadores de valor e de interesse cul- informações para a composição dos quadros
tural. Com isso, o estudo enfatiza aqueles do DAFO, referentes aos passos 1, 2 e 3,
elementos cuja expressão se apresenta en- foram obtidas através de fontes
secundáquanto parte do ambiente, do tecido urba- rias, pois, como observa Samara e Barros
no, do cotidiano e imaginário popular (2002, p. 29), uma característica marcante
através dos acontecimentos históricos e que do estudo exploratório é a obtenção dos
podem ser considerados como importantes dados e informações a partir de fontes já
recursos de atratividades para a formataç- disponíveis. Sendo assim, a investigação
ão de produtos turísticos locais. inicial foi realizada por meio de análise de
Em Paranaguá, o conjunto de edifícios, documentos já elaborados, como estudos da
monumentos e casarões representam gran- demanda turística e diagnósticos
sóciode parte da história do povoamento do Es- ambientais, dos quais puderam se extrair
tado do Paraná e também dos fatos que as condições atuais do mercado de turismo,
marcaram a história do Brasil. Esses recur- as expectativas quanto ao desenvolvimento
sos estão localizados no chamado Centro da atividade e sua inter-relação com os
Histórico, em meio ao centro urbano da problemas ambientais e sociais enfrentados
cidade, onde também estão dispostos os por Paranaguá.
principais equipamentos necessários para A aplicação do DAFO como uma ferramenta
atender a visitantes e residentes como os de análise consiste em identificar e
localiterminais de transporte, bancos, farmácias, zar as oportunidades, ameaças, fortalezas e
ilidades, atribuindo a elas um valor sistemas de segurança e hospitais. Nesse deb
numérico a partir de sua possibilidade de cenário ainda podem ser encontrados
outros elementos que interferem de forma manifestar-se e de sua importância. Como
positiva ou negativa para o desenvolvimen- demonstra o quadro a seguir:
to do turismo. Entender quais são esses
elementos e suas inter-relações é
fundaPASOS. Revista de Turismo y Patrimonio Cultural, 6(3). 2008 ISSN 1695-7121

558 Dos fatores limitantes ao desenvolvimento sustentável ...

POSSIBILIDADE DE MANIFESTAR-SE IMPORTÂNCIA
Com total segurança.............................valor 3 Assegura-se o seu cumprimento..........valor 3
Muito possivelmente.............................valor 2 Incidência muito provável.....................valor 2
Possivelmente.......................................valor 1 Incidência favorável..............................valor 1
Raramente............................................valor 0 Relevância praticamente nula..............valor 0

Sainz de Vicuña afirma que essa forma dos produtos turísticos locais entre si e
de análise constitui-se de um importante entre os balneários vizinhos.
método de análise da realidade, sendo um Acredita-se que, através das medidas
“importante instrumento de seleção daque- que serão propostas, possa-se contribuir
les aspectos realmente importantes sobre para o desenvolvimento sustentável do
tuos quais concentraremos a atuação estraté- rismo, reduzindo os efeitos provocados pela
gica” (Ibid., p. 120, tradução nossa). sazonalidade da atividade turística em
PaOs documentos pré-existentes foram es- ranaguá.
colhidos como fontes de informação devido
ao fato de serem os que mais se aproximam Desenvolvimento
da realidade estudada, em primeiro lugar,
porque seguem uma metodologia utilizada A Matriz de Avaliação Estratégica a
pela Embratur em todo o Brasil para a cole- seguir apresenta de forma sintética as
inta de dados e informações sobre a demanda formações obtidas nas fontes secundárias e
nos destinos turísticos, como no caso dos é onde se pode comparar as Oportunidades
Estudos de Mercado Interno de Turismo no x Ameaças e as Fortalezas x Debilidades.
Brasil e os Estudos da Demanda Turística Pode-se dizer que Paranaguá está em
do Litoral 2002 e 2004, e em segundo lugar, processo de desenvolvimento como um
despor estarem ligados a importantes insti- tino turístico. Algumas iniciativas de
agretuições e autores que se dedicam ao estudo gar interesses e dispositivos em
infrado litoral paranaense, como no documento
estrutura para a formatação de um produto
Diagnóstico Socioambiental de Paranaguá
turístico local são realizadas pela
adminisde 1999, da Universidade Federal do
Patração do município. Entretanto, a concepç-raná. Tais documentos, além daqueles
pesão de um destino sustentável passa pela quisados na UFPR, puderam ser
pesquisaanálise desse como um sistema constante-dos na Fundação Municipal de Turismo de
mente alimentado por informações prove-Paranaguá – Funtur, na Prefeitura
Muninientes dos visitantes e residentes, que cipal e nas Secretarias de Desenvolvimento
apontam aspectos importantes para a con-e do Patrimônio Histórico e Cultural de
dução do turismo, como a qualidade das Paranaguá.
atrações visitadas, o acesso ao local e os É válido mencionar que o presente
estudo apresenta prioritariamente os resul- serviços turísticos, entre outros. Por isso, a
tados obtidos após o cruzamento das infor- administração do município necessita de
mações e quadros contidos nos passos 1, 2 e uma base sólida de informações para o
pla3, ou seja, a matriz de avaliação estratégi- nejamento sustentável do turismo, o que
ca, a análise do DAFO e as propostas deco- ainda não é possível ser encontrado. As
rrentes desta análise. informações e dados estatísticos disponíveis
Sendo assim, com base nos resultados na Prefeitura Municipal de Paranaguá, nas
obtidos o estudo, buscou colaborar com o Secretarias Municipais, no Fundo
Municiprocesso de desenvolvimento do turismo na pal de Turismo e nas organizações ligadas
cidade, destacando a necessidade de adoção ao turismo no Estado do Paraná como a
de novas estratégias de crescimento quali- Paraná Turismo, não contemplam todas as
tativo e quantitativo para a atividade. Para
informações necessárias para apontar as
isso, considerou-se premissa essencial a
características da atividade turística de adoção de estratégicas que promovam a
Paranaguá. criação de produtos turísticos com base nos
recursos histórico-culturais e na integração

PASOS. Revista de Turismo y Patrimonio Cultural, 6(3). 2008 ISSN 1695-7121

Marco Aurélio Ávila y Erick Pusch Wilke 559

Quadro 1: Matriz de avaliação estratégica

OPORTUNIDADES AMEAÇAS
Inexistência de produtos turísticos formatados na Abundância de recursos históricos na
cidade de Paranaguá que se utilizem da integraç- cidade de grande importância e
significaD1 F1 ão entre os recursos naturais e culturais, de guias do para a formatação de produtos de
tue profissionais especializados, da população local rismo cultural.
e da iniciativa pública.
Agressões ao meio ambiente acentuaram-se devi- Abundância de recursos naturais e
paido à aceleração dos processos de expansão por- sagísticos, de grande valia para a
formaD2 tuária e urbanização do município, sobre os quais F2 tação de produtos turísticos diversificados
a administração municipal não interveio recente- no segmento de turismo de natureza.
mente com investimentos resolutivos.
Descumprimento parcial da legislação ambiental Possibilidade de integração de produtos e das práticas de conservação do patrimônio
D3 F3 que aliem a utilização dos recursos natu-histórico. rais e dos recursos histórico-culturais.

Reestruturação e ampliação de áreas de
Situações problemáticas no perímetro urbano de lazer no perímetro urbano próximo ao Paranaguá de ordem infra-estrutural e de serviços Centro Histórico, o que possibilita a
realiD4 que atingem diretamente a população local e F4
zação de eventos direcionados ao turismo conseqüentemente prejudicam o desenvolvimento cultural e eventos em geral. sustentável do turismo.
Apesar do aumento e concentração do
Divulgação e promoção turística insuficiente de número de visitantes no verão quando
D6 F5 Paranaguá e de seus atrativos comparado aos outros meses do ano, a
cidade não enfrenta situações
problemáticas advindas de um turismo massificado.
Existência de instrumentos legais que Os principais motivos para viagem por parte da
amparam e incentivam o desenvolvimento demanda restringem-se a visitas a familiares e/ou
D6 F6 do turismo, a utilização do solo e a con-amigos e a negócios. servação do patrimônio histórico do mu-
nicípio.
OPORTUNIDADES AMEAÇAS
As boas condições de conservação das estradas
de acesso à Paranaguá favorecem o deslocamento A sazonalidade da demanda provocando a
O1 do fluxo de turistas provenientes de importantes A1 falta de regularidade no uso dos serviços e
regiões emissoras de turistas para o litoral, prin- equipamentos turísticos.
cipalmente a região metropolitana de Curitiba.
A proximidade da capital do estado do Paraná, Fluxo de turistas para o litoral
caracterizaCuritiba, que tem se destacado como o principal se essencialmente pelo turismo de sol e
O2 A2 centro emissor de turistas para o Litoral parana- praia, com aproveitamento apenas parcial
ense. de outros tipos de turismo existentes na
região.
Imagem turística negativa da cidade devi-Possibilidade de acesso à cidade através da Es- do aos impactos existentes,
principalmenO3 A3 trada de Ferro Paranaguá-Curitiba e pela Estrada te provocados pelo porto e pela gestão da Graciosa. inadequada dos serviços públicos.
Valorização tradicional dos brasileiros
Possibilidade de integração de Paranaguá com pelo modelo turístico de sol, praia e
natuO4 A4 destinos turísticos da região. reza. Os atrativos culturais permanecem
com pouco destaque nas pesquisas quanto
às motivações de viagem.
Possibilidade de atrair turistas devido à proximi- A principal característica da demanda
dade com importantes centros emissores de turis- proveniente de Curitiba é a utilização de O5 A5
tas no Brasil como São Paulo, Rio Grande do Sul casa própria tipo segunda-residência ou de
e Rio de Janeiro. parentes como meio de hospedagem.
Aumento da propensão a viajar, por parte da Baixa diversidade de emissores de turistas
O6 A6 população brasileira, aos destinos domésticos. para Paranaguá.


PASOS. Revista de Turismo y Patrimonio Cultural, 6(3). 2008 ISSN 1695-7121

560 Dos fatores limitantes ao desenvolvimento sustentável ...

Com a quantidade de informações dis- e paisagísticos possibilitam a integração de
poníveis não é possível, detalhar os fatores produtos que aliem esses recursos com os
que necessitam de melhorias, investimen- recursos histórico-culturais encontrados na
tos ou mesmo os que não devem ser incen- cidade (F3).
tivados. Tem-se, contudo, uma gama de A revitalização de setores importantes
informações que possibilita diagnosticar a na cidade, notadamente a Praça 29 de
situação atual do turismo na cidade – o que Julho no Centro Histórico, abre a
possibilipor sua vez atende as necessidades deste dade de Paranaguá considerar utilização
estudo, considerando que a pretensão desta desse local como um espaço para realização
investigação figura na realidade estudada de eventos diversificados, o que poderia
como uma fonte de auxílio, pois a partir das minimizar os impactos provocados pela
informações obtidas e análises realizadas, ociosidade turística nos períodos de baixa
poderão ser consideradas metas de trabalho temporada (A1) e incentivar a valorização
para que os fatores positivos apontados pela demanda dos recursos
históricosejam melhor desenvolvidos e os fatores culturais ao invés do super aproveitamento
limitantes sejam minimizados. dos destinos de sol e praia. Esse fator favo-
Seguindo a metodologia proposta ini- rece, além disso, o aproveitamento da
infracialmente e levando em consideração o ob- estrutura existente e a maximização do
jetivo inicial deste estudo – analisar as potencial do Centro Histórico como um
condições de desenvolvimento do turismo atrativo turístico, diminuindo a relação do
na cidade de Paranaguá, os parágrafos a turismo apenas do usufruto dos balneários
seguir são destinados a algumas conside- praianos como fonte de lazer e
entretenirações nas quais procurou-se inter- mento pela demanda existente, como pode
relacionar, de forma coerente, as informaç- ser identificado na atualidade (A4).
ões contidas nos quadros da Matriz de Ava- A atividade turística é utilizada como
liação Estratégica DAFO, perfazendo assim um importante meio atender às
necessidaa análise geral dos fatores positivos (opor- des do ser humano no que se refere ao
destunidades e fortalezas) e dos fatores impe- cobrimento de novas sensações e
experiênditivos (ameaças e debilidades) ao desen- cias. Fator esse que, quando aliado às
volvimento do turismo no ambiente estuda- técnicas utilizadas pelo marketing
contemdo. porâneo, como a segmentação de mercado,
Têm-se, na cidade de Paranaguá, além torna-se uma ferramenta importante para o
da existência de um patrimônio histórico desenvolvimento de produtos turísticos.
em ótimas condições e infra-estrutura revi- Sendo assim, Paranaguá pode basear suas
talizada (F4), que favorecem a circulação estratégias em condições estáveis que o
dos turistas e que podem funcionar como mercado de turismo no Brasil apresenta. As
fonte essencial de atratividade para o local, tendências para o mercado brasileiro
india existência de recursos naturais e pai- cam que a demanda estabelece linhas de
sagísticos em abundância na região ao en- comportamento favoráveis para o
desenvoltorno da área histórica (F1). Esses são fato- vimento do turismo nos destinos dentro do
res de extrema importância para o desen- território nacional (O6). Esse fator, aliado a
volvimento de atividades relacionadas ao constância do comportamento desse
consuturismo. Primeiramente, porque o espaço midor em relação aos seus motivos de
viaproduzido através da recuperação do con- gem, centrados na visita de parentes e/ou
junto histórico e da Praça de Eventos 29 de amigos favorece a fidelização do turismo em
Julho, tornou-o facilmente identificável na Paranaguá, visto que, grande parte da
depaisagem local, o que possibilita a forma- manda da cidade utiliza casa própria ou de
tação de um produto turístico autêntico, parentes como forma de hospedagem (A5),
como forma de expressão da herança histó- transformando assim, o que seria uma
rica da cidade e dos costumes dos morado- ameaça em uma oportunidade de turismo
res da região do litoral, e singular, pois um alternativo.
local como esse marca um destino turístico O conceito atribuído ao item citado
aciatribuindo a ele forte identidade e favorece ma (A5), pode ser considerado sob dois
asa atração de turistas de outras regiões. Em pectos. Por um lado, pode ser considerado
segundo lugar porque os recursos naturais positivo, como relatado no parágrafo
antePASOS. Revista de Turismo y Patrimonio Cultural, 6(3). 2008 ISSN 1695-7121

Marco Aurélio Ávila y Erick Pusch Wilke 561

rior, entretanto, a existência desse fator forte especulação imobiliária, muitos
edifíainda condiciona um aspecto negativo para cios passaram por modificações que os
deso turismo na cidade. Se por um lado, a ad- caracterizaram quanto aos aspectos
arquiministração do turismo no município pode tetônicos identificados no Centro Histórico.
valer-se de um comportamento constante Entretanto, tais edificações não podem ser
por parte de sua demanda para a configu- analisadas de maneira isolada como fator
ração de produtos e serviços turísticos que estritamente negativo, pois fazem parte de
atendam a necessidade desse segmento de um todo e estão dispostas em meio a um
mercado, ampliando sua oferta, por outro, conjunto de edificações já recuperadas, o
tal fator contribui para a redução nos índi- que tornou o conjunto histórico
perfeitaces de ocupação dos equipamentos turísti- mente identificável na paisagem urbana de
cos nos períodos de “baixa temporada” como Paranaguá.
hotéis e restaurantes (A1). A administração do município tem a seu
Um dos fatores que contribui para a alta favor ainda alguns fatores que, somados,
dos custos no turismo é a não regularidade contribuem para a implementação de
ativido uso dos equipamentos e serviços. A con- dades voltadas ao incremento do turismo
centração do consumo nos meses chamados com base na cultura e na história local.
de “alta estação” é um fato notório em cida- Levando-se em consideração o fato de que o
des de regiões litorâneas, particularmente ambiente histórico da cidade, após a
revitapara as motivações relativas ao lazer. Na- lização de algumas áreas urbanas, ruas e
turalmente, não havendo regularidade no edificações degradadas, conquistou
identifiuso dos recursos e serviços disponíveis, o cação própria e destacada no espaço
urbacusto da ociosidade acaba se refletindo no no, o turismo cultural surge como uma
alpreço, o que restringiria o acesso de novos ternativa possível para minimizar os efeitos
consumidores e a capacidade competitiva da sazonalidade (A1) e maximizar o
aprodo turismo de Paranaguá em relação às veitamento dos atrativos histórico-culturais
outras destinações turísticas. (A4). Entretanto, ela deve ser capaz de
Destaca-se que apesar do aumento con- combater, através do fortalecimento de
siderável do número de visitantes nos me- estratégias comunicativas (D5) e da
utilises de alta temporada – dezembro e janeiro, zação das condições do mercado
demandane nos meses de baixa temporada – julho te localizado nas proximidades (O5), as
(A1), a cidade ainda não está afetada se- tendências negativas do mercado brasileiro
riamente pelos vários impactos negativos, de turismo, no qual o turista ainda não
sejam eles sócio-culturais, econômicos ou tem, como uma das fontes principais de
ambientais provocados estritamente pelo motivação para a viagem, a procura de
desturismo massificado (F5). Podem ser obser- tinos de turismo baseados na cultura.
vadas agressões ao meio ambiente devido a A condição de proximidade de
importanfatores como a expansão portuária ou mes- tes centros emissores de turistas como
Cumo a aceleração do processo de urbanização ritiba (O2) e de outros centros emissores
do município (D2+D4), somados às dificul- para a região Sul do Brasil no Mercosul, de
dades enfrentadas pelos órgãos fiscalizado- boas condições de conservação das estradas
res em assegurar o cumprimento das leis de de acesso (O3+O1), aliados ao fato de os
proteção ao ambiente e ao patrimônio balneários praianos constituírem-se em
histórico (D3). Entretanto, os impactos ne- forte fonte de atratividade (A4), favorecem
gativos mais acentuados localizam-se nas a integração da cidade e de seus atrativos
áreas urbanas periféricas da cidade e na com destinos turísticos periféricos e seus
região portuária, ou seja, não afetam dire- produtos, atuando como atrativos
completamente o espaço relativo ao conjunto mentares ao leque de atrativos disponíveis
histórico e às áreas de maior circulação de na cidade.
turistas, nas proximidades da praça 29 de A integração de Paranaguá com os
deJulho, da Rua da Praia e dos principais mais balneários visinhos (O4) pode
aconteatrativos do Centro Histórico. cer ainda de forma inversa. A primeira foi
Durante muitos anos a cidade enfrentou acima mencionada: a cidade pode atuar
situações problemáticas no seu setor histó- como destino principal durante quase todo
rico, devido ao rápido crescimento urbano e o ano, oferecendo produtos turísticos
difePASOS. Revista de Turismo y Patrimonio Cultural, 6(3). 2008 ISSN 1695-7121

562 Dos fatores limitantes ao desenvolvimento sustentável ...

renciados em segmentos de mercado especí- ao fato do pouco conhecimento por parte da
ficos. A segunda forma acontece sob as con- demanda dos atrativos existentes na cidade
dições, quase invariáveis, dos períodos de (D5) e a forte associação da imagem da
alta estação, quando Paranaguá se torna cidade como uma região portuária (A3),
então um destino secundário, utilizando-se perfazem um conjunto de aspectos que
exido fluxo de turistas localizados nos balneá- gem uma articulação planejada com vistas
rios praianos nas proximidades do municí- a garantir a continuidade sustentável dos
pio. recursos naturais e obtenção de melhorias
Percebe-se ainda, que a administração das condições sócio-econômicas, que podem
municipal se vê obrigada a gerenciar o de- ser conseqüência direta do desenvolvimento
senvolvimento do turismo pautando suas adequado da atividade turística.
estratégias numa realidade que parece ser
a mais sólida quando se observa o contexto Resultados e Propostas
do turismo na cidade: a baixa diversidade
do número de emissores de turistas para Considerando-se os resultados obtidos
Paranaguá (A6), tendo a capital do Estado na Matriz de Avaliação Estratégica,
buscomo o principal emissor (O2). cou-se elaborar propostas e sugestões que
Observa-se claramente que ainda não possam oferecer subsídios que favoreçam o
existe um produto turístico formatado em desenvolvimento do turismo em
ParanaParanaguá, com características próprias e guá.
identidade singular (D1). Fator esse que As propostas caracterizam-se por
consichama a atenção, considerando-se a diver- derar importantes mudanças no cenário
sidade de recursos naturais, históricos e tradicional de turismo no local. São
baseaurbanísticos já exaustivamente menciona- das em estratégias que, primeiramente,
dos até aqui. Certamente, a inexistência de valorizem o potencial e os recursos
turístium produto turístico local inviabiliza ou cos existentes como fundamento para o
retarda a realização de investimentos que crescimento quantitativo e qualitativo da
trariam benefícios econômicos e sociais atividade; diversifiquem a oferta com a
para um grande número de membros da introdução de produtos turísticos novos e
comunidade como a geração de empregos e, planejados, agregando com isso o
envolvinaturalmente de renda. mento de maior parcela da população,
mãoO fato de Paranaguá não possuir um de-obra diversificada e recursos naturais e
produto diferenciado pode ser considerado culturais ainda não utilizados e; possam
injustificável, haja visto que alguns fatores constituir uma rede de integração entre os
claramente favorecem as ações de planeja- novos produtos e serviços turísticos locais
mento para essa finalidade. Sem desconsi- com os disponíveis nos balneários vizinhos,
derar as dificuldades e barreiras sociais e atendendo assim as exigências da demanda
econômicas para a intervenção planejada nas diferentes épocas do ano.
em turismo, o município conta com uma Primeiramente, considera-se importante
legislação que ampara e incentiva o desen- que o município utilize, como fator de
devolvimento do turismo, a utilização do solo senvolvimento, do potencial existente na
e a conservação do patrimônio histórico cidade e das condições do mercado em
re(F6) e abundante recurso histórico, o que lação ao turismo, ou seja, que possa
usupode ser considerado de grande importân- fruir e tirar proveito, de maneira
sustentácia e significado para a formatação de pro- vel, das condições e preferências da
demandutos de turismo cultural (F2). da e do que a cidade pode oferecer,
consideAlgumas medidas ainda devem ser to- rando que mudanças com propósitos de
madas para que o desenvolvimento de um melhorias que atendam aos diversos
setoturismo sustentável seja assegurado, visto res envolvidos no turismo, podem exigir um
que a cidade ainda não sofre com efeitos trabalho em longo prazo. Sendo assim, é
predatórios do turismo em massa (F5). A importante destacar que a administração
existência de situações problemáticas no municipal deve sempre vislumbrar um
fuambiente urbano e natural (D2), de dificul- turo amparado em perspectivas de
desendades quanto à fiscalização para o cumpri- volvimento e melhoria dos aspectos
sóciomento da legislação ambiental (D3), aliados econômicos, entretanto, é importante que
PASOS. Revista de Turismo y Patrimonio Cultural, 6(3). 2008 ISSN 1695-7121

Marco Aurélio Ávila y Erick Pusch Wilke 563

considere os fatores já existentes e neles estado.
investir.
Proposta 2 – Integração entre os produtos e
serviços turísticos Proposta 1 – Introdução de produtos
turísTendo-se como base de fundamentação a ticos novos e planejados
concepção de Valls (1996), propõe-se a es-Como se observou, por meio de análise
truturação de produtos baseados nos be-do diagnóstico da situação, a cidade possui
nefícios buscados pelo público, os quais são boa parte dos recursos turísticos, bens e
divididos pelo autor em produto principal,
serviços auxiliares, infra-estrutura e
equiproduto periférico e produto complementar.
pamentos necessários para a formatação e O produto principal refere-se ao benefício
venda não apenas de um produto turístico maior que o consumidor busca encontrar no
competitivo, que seja configurado como a destino turístico, após o processo de escolha
base do turismo na cidade, mas também de dentre outros produtos; os produtos
periféuma variedade de recursos naturais, pai- ricos acompanham intimamente o produto
sagísticos e humanos capazes de formar principal, sendo considerados sua
prolonoutros produtos consistentes que auxiliem e gação natural e cumprem funções
indisdêem suporte àquele produto principal, pensáveis; e os produtos complementares
aumentando o leque de satisfação dos turis- podem ou não acompanhar os anteriores,
tas e visitantes. ampliando o leque de satisfação de ambos.
De acordo com a análise do DAFO, apre-De acordo com Valls (1996), para a
essentada anteriormente, foi constatado que o truturação de um produto turístico
competurismo em Paranaguá é influenciado pela titivo, além dos recursos, bens, serviços
forte sazonalidade em períodos de baixa e auxiliares, infra-estrutura e equipamentos,
alta temporada durante o ano. A partir é necessário que esse seja composto dos
disso, acredita-se que a cidade que pode elementos intangíveis, tão importantes
atuar de duas formas distintas: para composição de sua identidade no
mer1. Como um destino principal nos períodos cado de turismo. Sendo assim, é
impresde baixa temporada. cindível que, tanto o produto principal
2. Como um destino complementar nos
quanto os produtos periféricos e
compleperíodos de alta temporada.
mentares propostos para a cidade de Para- Em ambos os casos, fundamentando sua
naguá, estejam inseridos dentro de um oferta no produto principal da cidade.
Senprocesso contínuo de planejamento, ou seja, do assim, propõe-se que a cidade crie
esque a administração municipal tenha como tratégias de desenvolvimento, amparadas
foco principal para os produtos turísticos na integração do produto principal com os
locais uma gestão comprometida em insti- produtos periféricos e complementares
existuir condutas de participação e envolvimen- tentes na própria cidade e no entorno nos
to social e selecionar os recursos disponíveis períodos de baixa temporada. Essa
intepara a prestação de um serviço que atenda gração pode ser observada na Figura 1, que
as necessidades e expectativas da deman- indica o produto “turismo cultural” como o
produto principal da oferta turística, sendo da. Além disso, é importante que o
municíapoiado pelos periféricos, como o turismo de pio trabalhe em favor da construção de uma
negócios, de eventos, o religioso, o esportivo imagem positiva ou de uma marca forte no
e o ecoturismo, e pelos complementares, mercado para o turismo em Paranaguá.
como passeios de barco, visitas guiadas e A sugestão a seguir tem como
fundaeventos de lazer. mentação os preceitos teóricos
apresentaApesar dos problemas em infra-dos anteriormente e consiste em evidenciar
estrutura enfrentados pelo município para o desenvolvimento sustentável do turismo
a recepção de um grande número de pesso-através de iniciativas planejadas. As
proas, ou seja, um número superior do que postas elaboradas para o desenvolvimento
aquele condizente com a população histori-do turismo em Paranaguá caracterizam-se
camente formada na cidade – como é o caso basicamente por incitar a formatação de
de diversas cidades brasileiras que não um produto principal, voltado para o
tuforam planejadas para esse fim, Paranaguá rismo cultural, e de outros produtos
perifépossui recursos que ainda não se encon-ricos e complementares, envolvendo os
retram plenamente utilizados para o fim cursos naturais e urbanos; além da
inteturístico. gração da cidade em roteiros no litoral do
PASOS. Revista de Turismo y Patrimonio Cultural, 6(3). 2008 ISSN 1695-7121

564 Dos fatores limitantes ao desenvolvimento sustentável ...

PASSEIOS DE
BARCO
DESCIDA DA SE- EVENTOS DE
LARRA DO MAR VIA ZER NA PRAÇA 29
ESTRADA DA DE JULHO
GRACIOSA ECOTURISMO
TURISMO DE TURISMO DE
TURISMO
EVENTOS NEGÓCIOS
CULTURAL
TURISMO TURISMO
ESPORTIVO RELIGIOSO
DESCIDA DA
SEVISITAS AO POR- RRA DO MAR VIA
TO DE PARANA- ESTRADA DE
FEGUÁ RRO

Figura 1: Integração do produto principal com os Fonte: Baseado no modelo apresentado por Valls
produtos periféricos e complementares em Para- (1996).
naguá nos períodos de baixa estação.
Legenda:
Produto principal Produto periférico Produto complementar


Atualmente, a chamada Rua da Praia é O Centro Histórico da cidade, um
imporum ícone da obras de restauro e recuperaç-tante e significativo conjunto arquitetônico,
ão arquitetônica e urbanística realizadas histórico e cultural, é um local que pode ser
em Paranaguá. Como relatado
anteriorconsiderado como privilegiado se
comparamente, essa rua estende-se pela orla
marído com outros locais com potencial para a tima do centro da cidade e percorre os
prinatratividade de turistas em Paranaguá. cipais pontos turísticos do Centro Histórico
Nesse local encontram-se as principais edi- e pode ser considerada um grande potencial
ficações que representam parte da história para a criação de um circuito urbano de
da formação do Litoral Paranaense e do turismo ou de pacotes temáticos nos quais
sejam abordados aspectos históricos locais, Estado do Paraná, sem falar da própria
lendas e contos regionais ou mesmo o história do município, plenamente
identifipróprio aspecto nostálgico e romântico que cada em todas as suas edificações e
monua rua propicia durante a noite. mentos, além disso, conta com total
coberSendo assim, o Centro Histórico de
Patura da rede de esgotos e serviços
auxiliaranaguá constitui-se em um importante
res como bancos, lavanderias, serviços espaço dentro do contexto urbano da
cidamédicos, hospitais, hotéis e restaurantes. de, identificado neste estudo como o
possível produto turístico principal, ou seja,
como aquele produto que seria capaz de
alicerçar o desenvolvimento da atividade em
PASOS. Revista de Turismo y Patrimonio Cultural, 6(3). 2008 ISSN 1695-7121

Soyez le premier à déposer un commentaire !

17/1000 caractères maximum.