Alem das aparencias

De
Publié par

Além des aparências constitui o décimo volume das entrevistas concedidas por Yvonne Trubert ao Livre d'IVI, revista da associaçao Convite à Vida. Inspirando-se nos Evangelhos e nos preceitos de Cristo, Yvonne Trubert confía suas reflexões nos oito primeiros volumes que constituem a base do seu ensinamento. Esse volumen 10 prossegue a narrativa por orden cronológica, sempre nos anos 1980. (Ouvrage en portugais)
Publié le : lundi 15 février 2016
Lecture(s) : 1
EAN13 : 9782140002182
Nombre de pages : 126
Voir plus Voir moins
Cette publication est uniquement disponible à l'achat
constitui o décimo volume das entrevistas concedidas por Yvonne Trubert ao , revista da associação Convite à Vida. Inspirando-se nos Evangelhos e nos preceitos de Cristo, Yvonne Trubert conîa suas reexões nos oito primeiros volumes que constituem a base do seu ensinamento. O volume 9 dessas Crônicas relata a história e as peregrinações dos primeiros tempos. Esse volume 10 prossegue a narrativa por ordem cronológica, sempre nos anos 1980. A multiplicidade dos deslocamentos através do mundo conîrma o entusiasmo dos peregrinos que então viviam, se assim podemos dizer, “a idade de ouro” de Convite à Vida, uma primeira época particularmente rica em acontecimentos em companhia de Yvonne Trubert. De Níger a Paris, passando pela Polônia, pela Iugoslávia, por Portugal, pela França, pela Colômbia, pela Ásia e pela Oceania, o leitor descobre não apenas países, mas um outro modo de ter esperança. “Ser peregrino hoje é algo completamente fora do comum, escreve Yvonne Trubert, quando nos reportamos aos primeiros cristãos que deixavam tudo por uma aventura que somente sua fé motivava. Viemos a esta Terra enquanto criaturas de Deus, para testemunhar nossa îliação com o Criador, num lapso de tempo bem curto. Nossa peregrinação começa, portanto, no nascimento; durante esse périplo, nós teremos de nos nutrir de uma partilha, de coração a coração, de alma a alma, num local santiîcado, onde poderemos demonstrar nossa îdelidade ao Pai... Caminhemos em osmose, no recolhimento, por todos os que perderam a fé, por todos os que sofrem, por todos os que gostariam de estar em nosso lugar e por todos os prisioneiros do mundo.”
Fotograîa da autora: Prisca Léonelli Fotograîa da capa: Albertine Gentou ISBN : 978-2-343-08555-5 14
Yvonne Trubert
Além das aparências Crônicas de um Convite à Vida
Além das aparências
rubert
Yvonne T
10
Volume 10
$OpP GDV DSDUrQFLDV
<YRQQH 7UXEHUW
$OpP GDV DSDUrQFLDV Crônicas de um Convite à Vida 9ROXPH 
'LUHomR HGLWRULDO $OEHUWLQH *HQWRX 7UDGXomR GH %HDWUL] (VWHYHV *UDYDGDV HQWUH  H  SDUD RLivre d’IVI UHYLVWD GD DVVRFLDomR &RQYLWH j 9LGD HVVDV FU{QLFDV VmR H[WUDtGDV GH HQWUHYLVWDV IHLWDV SHOD 0LVVmR (VFUHYHU H SRU  MRUQDOLVWDV 0DULH 0LJQRQ*DUGHW 0DULH G¶+HQQH]HO:KLWHFKXUFK 0DULH+pOqQH 5RVH HW $OEHUWLQH *HQWRX )RWR GD FDSD $OEHUWLQH *HQWRX )RWR GH <YRQQH 7UXEHUW 3ULVFD /pRQHOOL %LEOLRJUDILD Convidados a Viver &ROHWLYR /¶+DUPDWWDQ  3DULV&DVVHWHV GH UHIHUrQFLD &RQIHUrQFLD HP $VVDV ³2 KRPHP HP EXVFD GH VL PHVPR´  &RQIHUrQFLD HP $VVDV ³2 KRPHP QD VXD SOHQLWXGH´  ‹ /¶+DUPDWWDQ   UXH GH O¶(FROH3RO\WHFKQLTXH  3DULV KWWSZZZKDUPDWWDQIU GLIIXVLRQKDUPDWWDQ#ZDQDGRRIU KDUPDWWDQ#ZDQDGRRIU ,6%1   ($1  
PREFÁCIOAs peregrinações dos anos 80... ou a “idade de ouro” de Convite à Vida! Nós todos nos rejubilamos quando empregamos termos faraônicos, tal como idade do ouro, que nos tranquilizam e mergulham nosso auditório numa leve embriaguez envolta por nostalgia... Como é doce recordar nossos anos iniciais, nossa despreocupação, nosso entusiasmo! É no coração do homem ou na sua alma que se tece esta tela em busca de eternidade. Temos a satisfação de reavivar nossas lembranças mais alegres antes de abordar, às vezes com menos serenidade, nosso futuro, cujos guardiões são o mistério e a incerteza. Houve um tempo muito distante em que eu me chamava Amenhotep, escriba do vicerei de Koush Amenemnékhou. Eu descrevia, então, a chegada faustosa da rainha Hatshepsout em Tebas: “Ela era o sol feminino, ela brilha como o horizonte do Levante, luminosa como o globo solar, revitalizando o coração da humanidade!”Esta é a imagem intacta e indestrutível que está gravada para sempre em meu espírito. A visão desta mulher, imensa na sua dimensão de amor, que, há meio século me gerou: Yvonne Trubert, fundadora de Convite à Vida, e autora dessasCrônicas. Antes de tudo ela foi minha inspiração, minha busca de perfeição, meu caminho de verdade. Assim, foi fácil para mim misturarme a seus passos, que o mar jamais poderá apagar, e percorrer o mundo, às vezes longe de casa e, contudo, próximo da fonte na qual sem cessar eu me abasteci. Nas estradas de ÉmilieRomagne, de Siracusa ou da Toscana, de Damasco a Beirute, de Belém a Amã, de São Petersburgo a
5
Nankin, de México a Punta Arenas ou sobre os caminhos de Santiago de Compostela, eu permaneço esse curioso Beduíno, tal como Champollion que, tendo desvendado a pedra da Roseta, se perguntava em que ela poderia servir à humanidade. A peregrinação é a chama da verdade que nos ilumina nesse mundo de trevas, a tal ponto os mistérios que a acompanham revelam a complexidade de nossos comportamentos com relação ao estranho, ao desconhecido. A peregrinação é a luz dos séculos que virão, ela é a chave para a imortalidade da alma, porque é através dela que a vida nos revela seus elixires! Philippe Trubert 20 de abril de 2010
6
Nota do editor Alguns se perguntam como a associação Invitation à la 1 Vie (Convite à Vida) surgiu. Mas aqueles e aquelas que se interessam, descobrem rapidamente que esta aventura começou graças à iniciativa de uma única mulher: Yvonne Trubert. Muitos escreveram sobre ela. Yvonne, de origem bretã, esposa de Pierre Trubert e mãe de quatro filhos, sempre desejou aliviar os outros, e ela o fez além de suas atividades familiares e profissionais. “É difícil situar o início da missão de Yvonne Trubert, 2 escreve Régis Dericquebourg . Tão longe quanto sua memória pode voltar ao passado, ela se lembra de ter estado atenta ao sofrimento: o seu, da criança asmática, o das outras crianças postas em quarentena porque eram contagiosas e que ela ia visitar assim mesmo, o das mulheres que lhe confiavam seus problemas quando ela exercia sua profissão de comerciante. “O boca a boca funciona e numerosas pessoas vão procurar junto a ela palavras de sabedoria e de consolo. Os problemas de saúde encabeçam as queixas. Yvonne Trubert se dá conta de que alivia os doentes e tem a impressão de ter uma missão a cumprir...”Yvonne deseja ser ajudada nesta missão. Em 29 de janeiro de 1982, ela convida para uma reunião dezessete pessoas, dentre aquelas que recebeu e que aceitam lhe dar apoio. Elalhes ensina a maneira de ajudar os que precisam de reconforto, lhes fala de espiritualidade e os encoraja a rezar o Pai Nosso, a Ave Maria. Seis meses mais tarde, juntos, eles rezam o terço. Em março de 1983, o círculo de pessoas, agora aumentado pelos seus amigos (uns sessenta), registra os estatutos de uma
1 Para o funcionamento da associação, ler os Anexos, à página 112 2 Croire et guérirde Régis Dericquebourg, mestre de conferências na universidade de Lille III, Dervy, 2001 Paris.
7
associação denominada Invitation à la Vie ou IVI (Convite à Vida). O artigo 3 dos estatutos declara: “Com um objetivo humanitário e de interesse geral, a associação se esforçará para trabalhar para o desenvolvimento espiritual e harmonioso do ser humano, assim como ensinar todos os meios e métodos destinados a favorecer o desenvolvimento do ser, o cumprimento benéfico da vida e sua plenitude, no estrito respeito das liberdades.”Dentre essas dezessete primeiras pessoas, mais tarde 3 algumas vão testemunhar emInvités à Vivre, um livro que tem por objetivo apresentar a associação ao grande público. 4 Da mesma maneira, sobre a Internet, o site define o avanço de Convite à Vida, que não é secreto, nem elitista, nem complicado, o qual interessa a homens e mulheres de todas as idades, de todas as culturas e de todas as profissões. A associação se dirige, efetivamente, àqueles que têm fé, que a perderam, ou que jamais a tiveram... Àqueles que estão numa busca espiritual, mas àqueles, também, que têm vontade de se dar, num impulso natural de compaixão e de amor pelos outros. Àqueles que passam por dificuldades materiais, existenciais ou afetivas. Dentre as atividades propostas por Convite à Vida, a peregrinação ocupa um lugar essencial. Desde sempre, o ser humano teve necessidade de se reabastecer percorrendo a Terra, para encontrar um vínculo com o sagrado que ele esqueceu, mas que traz dentro de si. Partir em peregrinação é um caminho interior útil em momentos chaves da existência. A peregrinação representa uma ocasião privilegiada de se afastar do nosso cotidiano durante vários dias, indo ao 3 Invités à vivre, coletivo, L’Harmattan, 2003, Paris (traduzido como Convidados a viver, coletivo, L’Harmattan, 2008, Paris). 4 http://www.invitationalavie.org/
8
encontro de outros seres, de outros povos, de costumes e de terras usualmente desconhecidas. Peregrinar também permite abrir a própria consciência à beleza e à diversidade da criação, sob todos os seus aspectos: as obrasprimas da arte sagrada, mas igualmente às da fauna e da flora. Ser peregrino oferece a oportunidade de maravilhar se e enriquecerse com as diferenças. O caminho do peregrino é um caminho de oração. Rezar em grande quantidade de pessoas pela paz no coração do homem, pela paz nas famílias, pela paz entre os povos, pela paz com o passado e com a história, pela paz entre o homem e a natureza... Rezar especificamente por esta paz que os lugares percorridos necessitam! Desde 1984 que Convite à Vida (IVI) convidou aqueles 5 que o desejam a participar de peregrinações na França, na Europa, no continente americano (do Canadá ao Chile), nas terras da Rússia, da África (Níger, Etiópia), da Ásia (Tailândia e Índia) e da Oceania (Austrália, NovaZelândia, Vanuatu). Eis os principais destinos visitados: Chartres. Lisieux. Santiago de Compostela. MontSt Michel. Carnac. Itália do Norte. Grécia. Reims. Terra Santa. Egito. Pontmain. Turquia. Escócia. Vézelay. Irlanda. México. De Bourges a Pellevoisin. Polônia. Auvergne. Iugoslávia. Cornualha. Portugal. Suíça. Borgonha. Colômbia. Rouen. Bélgica. Holanda. Périgord. Itália. Canadá. Espanha. Sainte Baume. Ténéré. De Bayonne a Lourdes. Paris. Brasil. Rússia. De Carnac a Sevilha. Israel. Annecy. Santander. Alemanha. Ilha Maurício. Ilha da Reunião. Dinamarca. Tailândia. Nova Zelândia. Austrália. Argentina. Equador. Vanuatu. Camarões. Peru. Inglaterra. Madagascar. Áustria. Escandinávia. Índia. Romênia. Bulgária. Estados Unidos. Benelux. Chile, Ilha da Páscoa. Lituânia, Letônia, Estônia...
5 http://www.ivipelerinage.com/
9
Soyez le premier à déposer un commentaire !

17/1000 caractères maximum.